Ação e Reação, o que te domina?

Vivemos sempre em busca de entender o porquê de tudo que acontece conosco e entender a forma a qual reagimos ao que acontece conosco e já quero iniciar com uma pergunta…a forma como a gente reage a algo tem mais a ver com o que foi feito ou com a forma que sentimos aquilo que foi feito?

Vou dar um exemplo prático, imagine aquele verão que você foi a praia e curtiu imprudentemente o sol e ficou extremamente queimado e vem aquele colega super agradável e te dá um tapa no local onde está sensível, vai doer muito porque você recebeu o tapa ou porque aquela região já estava sensível? A sua dor seria diferente se suas costas não estivessem queimadas?

Por que usei esse exemplo?… muitas vezes a gente só olha para o efeito das coisas que acontecem na vida, tentando resolver nossas questões amenizando os efeitos, quando na verdade, se olharmos na raiz do problema, conseguiríamos resolver de fato, uma vez que a raiz está em nós já o efeito não.

Quando temos traumas, gatilhos e histórias passadas que ainda nos ferem e que não são tratados, tudo o que vier nessa área vai nos ferir, porque eu não sei lidar com aquilo.

Mas Amanda, você está falando que a culpa de tudo que acontece comigo é minha? Não, não é! Mas é sua responsabilidade a forma como você lida com o que acontece e como você permite que as coisas penetrem ou não em sua mente e no seu coração e é também sua responsabilidade cuidar de você e das suas dores e nossa responsabilidade está em lidar e resolver aquilo que depende de nós e não das ações do outro.

Quando a gente aprende a se conectar com nossas feridas, com nossas fraquezas e com tudo aquilo que nos compõe internamente e trata essas áreas, fica muito mais fácil saber lidar com as coisas que nos acontecem, porque você aprende a entender que aquilo não é sobre você e sim sobre quem fez e esse é um ambiente em que você não tem ação, o outro e começa a não deixar mais que coisas externas te atinjam.

Quer dizer que nada de ruim vai te acontecer? Não! Como falei, nós não temos como controlar o que o outro sente e faz, mas podemos sim decidir onde ficar e o que vamos deixar nos afetar ou não e quando você vira essa chave, é infinitamente mais fácil lidar em situações de conflitos, porque você passa a enxergar de fora os problemas, as dores e aprende a administra-las.

E não, não é uma receita de bolo e nem uma porção mágica, conhecimento e cuidado pessoal é dia a dia, é construção, é descoberta, é amor próprio, é deixar também ser cuidado e curado.

 

Se dê uma oportunidade de se olhar por dentro, você vai descobrir que tem muita coisa incrível e que você nem sabia.

 

Artigos relacionados

Respostas

Como agendar sua mentoria

Antes de tudo, é importante atender alguns pré-requisitos. Você precisa estar cadastrado   em nossa plataforma e ter conexão com o mentor desejado. Após se cadastrar, solicite conexão e aguarde ser aceito pelo mentor (isso ocorre em alguns segundos).

Depois disso, basta seguir os passos abaixo: